O início

Cantor e compositor, Leandro cresceu cercado de música por influência da família, e aos 11 anos já passava horas ouvindo discos de bandas como Beatles, Rolling Stones, Chuck Berry e de artistas nacionais como Raul Seixas e Zé Ramalho no velho toca discos Gradiente de casa.

Aos 17 anos montou o Murza, tocando cover's de clássicos do rock "n" roll e músicas autorais. A banda logo ganha projeção em casas de shows e eventos na capital e interior paulista, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Devido ao constante aumento de público, a banda começa a se apresentar em teatros e espaços abertos nas cidades por onde passa.

Leandro ganha espaço no meio independente como compositor e logo começa a trabalhar em estúdio, compondo para outras bandas de todos os estilos musicais e trabalhos publicitários.

Apresentações na TV e Rádio

Focado no trabalho autoral, o Murza começa a tocar somente músicas próprias nos shows, notando o retorno positivo do público, em 2006 é gravado o primeiro cd com o mesmo nome da banda.

O disco gerou resultado, com a banda tocando em diversas rádio como 89FM e Brasil 2000. No mesmo ano se apresentam ao vivo no programa Rock Gol da MTV.

Trabalho solo e o Super 8

Após anos de estrada, os integrantes do Murza sentem a necessidade de seguir novos projetos e Leandro inicia a produção do seu primeiro trabalho solo, focado em fazer músicas com letras de qualidade e de fácil aceitação para todos os gostos musicais.

Para as gravações, Leandro convidou artistas conhecidos do meio musical e que sempre teve vontade de produzir em conjunto desde o início de carreira.

Chamado SUPER 8, nesse trabalho foi criada uma identidade única, com músicas que vão desde o rock "n" roll clássico, versões acústicas com gaita e violão, inclusão de flauta transversal e arranjos de violinos, chegando a 2.000 cópias vendidas.

Na estrada

Com um show voltado para todos os públicos, a apresentação conta com um repertório variado mantendo a ligação entre a MPB, poesia, rock "n" roll clássico e música folk. Leandro busca valor na poesia e nos arranjos musicais, com mensagens que retratam desde o cotidiano comum, literatura e assuntos de fácil identificação pelo público.